MentoringūüĒł2022-01-09T18:08:58+01:00

Mentoring

Abaixo são apresentados  2 paradigmas diferentes de mentoring e a forma como abordam os temas do crescimento, evolução e viver uma vida gratificante (mentoring tradicional e mentoring regenerativo).

Dependendo do back ground e da situa√ß√£o atual de cada pessoa, poderemos sentir-nos mais inclinados para uma abordagem mais convencional para criar as condi√ß√Ķes de vida almejadas, ou podemos estar √† procura de um caminho alternativo √† linha de pensamento dominante, sobre o que √© viver um uma vida plena e sustent√°vel.

Estamos a sustentar um espa√ßo, para quem esteja interessado ‚Äč‚Äčem fazer a transi√ß√£o do primeiro para o segundo paradigma, como forma de apoiar um modo sustent√°vel e curativo de nos desenvolvermos e aos projetos que dinamizamos. √Č poss√≠vel trabalhar com um paradigma ou uma combina√ß√£o dos dois, por forma a experienciar na pr√°tica e poder escolher por si mesmo a melhor forma de nortearmos a nossa vida.

‚ÄúMuitas pessoas foram mais longe do que pensavam poder ir, porque outra pessoa achou que elas poderiam‚ÄĚ. – Zig Zaglar

Se já esteve com alguém que tinha um real interesse em ouvir as suas ideias e desafios sobre a vida, foi capaz de olhar para si e para o seu potencial bruto, e além disso, tinha experiência de vida e métodos organizados para ajudar a manter a vivacidade, capacidade criativa e sustentação de relacionamentos equilibrados?

Se for esse o caso, encontrou um potencial mentor.

Se n√£o, imagine como isso poderia impactar a sua vida e das pessoas ao seu redor.

O processo de mentoria é uma relação intencional focada em promover o crescimento da pessoa como um todo, através de orientação, reflexão, intensidade e aprendizagem organizada.

A t√≥nica do trabalho √© colocada em aumentar a capacidade de apropria√ß√£o dos participantes em rela√ß√£o √†s situa√ß√Ķes em que se encontrem, provendo aprendizagem experiencial (hands-on) com uma forte componente reflexiva.

Durante a mentoria, o mentor e o mentorando desenvolvem uma relação que promove um elevado nível de suporte e intensidade, que se traduzem no avanço na vida pessoal e desenvolvimento psicossocial.

Como acontece:

1) Conectar

Normalmente, h√° uma reuni√£o inicial que ocorre de prefer√™ncia pessoalmente, para que o mentor e o mentorando se conectem e troquem as informa√ß√Ķes de base, objetivos, aspira√ß√Ķes, experi√™ncia pessoal e conhecimentos necess√°rios, a fim de perceber se s√£o uma boa combina√ß√£o para colaborar na realiza√ß√£o dos objetivos e transforma√ß√Ķes pretendidas.

2) Estabelecendo a fundação

Nesta etapa começamos a mapear os recursos existentes, forma de pensar, abordagens possíveis, prazos adequados, expectativas, estabelecer processos de trabalho e comunicação. O objetivo é traçar a estratégia inicial e estabelecer um contrato de colaboração.

3) Testando as √°guas

√Č hora de praticar deliberadamente num ambiente seguro, a fim de obter autoconhecimento sobre onde estamos na estrada, esclarecer valores, objetivos e vis√£o de sucesso.

√Č hora de evoluir velhas formas de pensamento e perce√ß√£o, a fim de explorar o potencial latente.

4) Modelagem

Depois de praticar e de ter desenvolvido a habilidade e a confian√ßa necess√°rias, estamos prontos para implementar as mudan√ßas nas situa√ß√Ķes do dia-a-dia.

Os resultados são traduzidos em feedback informativo e, quando necessário, voltamos à prática.

5) Integração

Refletimos sobre a jornada para encontrar as p√©rolas escondidas e celebrar os marcos alcan√ßados, olhamos novamente para os sonhos e aspira√ß√Ķes iniciais e perguntamo-nos o que se segue…

O ponto de partida

Cada pessoa tem um papel e um lugar no mundo à espera de ser energizado, estamos imbuídos de uma direção intencional para evoluirmos a nós mesmos, à história da vida humana e do planeta Terra.

Ao desenvolvermos a capacidade de gerir o nosso estado de ser, tendo consci√™ncia dos sistemas vivos mais amplos aos quais pertencemos (organiza√ß√Ķes, fam√≠lia, projetos‚Ķ planeta), podemos dar suporte √† evolu√ß√£o intencional de cada sistema vivo, e √† express√£o do seu potencial.

Este tipo de crescimento é o caminho mais certeiro para contribuir valor, a partir da nossa singularidade e essência individual, experienciando mais significado nas nossas vidas.

O que posso beneficiar com o Mentoring Regenerativo?

Quando experienciarmos uma perda de vitalidade numa ou mais √°reas da nossa vida (profissional, relacional, financeira, espiritual, criatividade…), tendemos a n√£o estar equipados, para perceber at√© que ponto isso nos pode esgotar e deixar bloqueados, comprometendo a nossa qualidade de vida, n√£o s√≥ no presente, mas tamb√©m no futuro.

Se n√£o tivermos ao nosso dispor recursos adequados para lidar com estas perdas de vitalidade, √© muito prov√°vel que nos vamos acomodando, continuando a lidar com os m√ļltiplos aspetos da nossa vida, sem notar que, lentamente vamos perdendo mais vitalidade, despendendo a energia de que dispomos a lutar com os aparentes conflitos que nos geram mal-estar. N√£o percebermos realmente como facilitar um novo ponto de equil√≠brio, e tentar repor as condi√ß√Ķes do passado raramente funciona.

Sem um mindset treinado para abordar as mudan√ßas, que inevitavelmente ocorrem na nossa vida e nos ecossistemas que a compreendem, √© muito prov√°vel que permane√ßamos durante mais tempo do que seria desej√°vel em situa√ß√Ķes insatisfat√≥rias. Vale a pena questionar se bater no fundo do po√ßo √© realmente o melhor caminho, para operar as transforma√ß√Ķes necess√°rias.

O Mentoring Regenerativo tem como fundação, o aprofundar da consciência para a natureza sistémica da vida.

¬†‚ÄúPor defini√ß√£o, regenera√ß√£o simplesmente significa que algo √© trazido a uma exist√™ncia renovada‚ÄĚ

Ao desenvolver uma consci√™ncia sist√©mica, come√ßamos a sintonizar-nos com o impacto que n√≥s temos, na vitalidade dos (eco)sistemas de que fazemos parte, intuindo poss√≠veis perdas de vitalidade ainda antes de estas se manifestarem nas nossas vidas. Percebemos que fazemos parte de ecossistemas dentro de outros ecossistemas mais vastos. Sabemos que as nossas a√ß√Ķes se repercutem nesses ecossistemas, gerando viabilidade e vitalidade, ou entropia e degrada√ß√£o.

Ao estabelecer uma rela√ß√£o de Mentoring Regenerativo, as pessoas envolvidas no processo, criam sinergias com base no seu reservat√≥rio de experi√™ncias e desenvolvem a capacidade de ver/pensar/sentir de forma sist√©mica. √Ä medida que o mindset regenerativo integra o nosso sistema operativo, o alcance das nossas decis√Ķes e a√ß√Ķes tende a gerar resultados sustent√°veis e harmoniosos. Passamos dum estado de rea√ß√£o √† mudan√ßa, a impulsionadores de mudan√ßa, que gera viabilidade e vitalidade nos ecossistemas em que operamos (empresas, fam√≠lia, projetos, escolas, associa√ß√Ķes…).

√Č um movimento do ego√≠smo, competi√ß√£o, sobreviv√™ncia – para – o discernimento de princ√≠pios universais, colabora√ß√£o, mentalidade ganha-ganha, criatividade, resili√™ncia, prop√≥sito.

O principal objetivo do mentoring regenerativo, é o de fortalecer a nossa capacidade para exprimirmos o nosso potencial, a partir dos nossos interesses mais genuínos. Se não estivermos a viver momentos suficientes, de acordo com o que nos energiza, é garantido que estaremos a perder vitalidade. Se o nosso projeto de vida não nos interessa o suficiente, será difícil manter um senso de propósito, motivação e criatividade. À uma perda da alegria de viver, ou uma busca por fontes externas de satisfação que só temporariamente apaziguam o nosso descontentamento.

Al√©m de desenvolver um mindset regenerativo, que nos reconecta com a natureza sist√©mica da vida e com a nossa ess√™ncia √ļnica, o mentoring regenerativo apresenta-nos diversas ferramentas, que nos permitem fazer face aos obst√°culos que naturalmente ocorrem, quando tentamos traduzir as nossas capacidades latentes em contribui√ß√Ķes significativas no contexto em que nos encontramos. Estas ferramentas ajudam-nos a desenhar o nosso pr√≥prio mapa, para que possamos redefinir os prop√≥sitos da nossa vida, e oferecem-nos recursos pr√°ticos para que possamos dar forma ao nosso potencial criativo.

Alguns exemplos de capacidades associadas a um mindset regenerativo:

– Mais facilidade em traduzir as nossas potencialidades em a√ß√Ķes concretas ‚Äď ativamos o nosso esp√≠rito empreendedor;

– Maior flexibilidade para ver diferentes √Ęngulos de uma dada situa√ß√£o e encontrar solu√ß√Ķes inovadoras geradoras de consenso;

– Maior consci√™ncia do contexto e de poss√≠veis limita√ß√Ķes de solu√ß√Ķes convincentes do ponto de vista da sua l√≥gica e racionalidade;

РMaior autoconhecimento sobre as áreas em que posso trabalhar por forma a manter a minha vitalidade e senso de propósito;

РMais clareza sobre o que está a emergir em termos de evolução e crescimento, dentro dum determinado sistema e que papel posso energizar nesse novo momento/ciclo;

– Maior toler√Ęncia e sabedoria nas viv√™ncias relacionais;

Ver todos os artigos

Title

Go to Top